Zika: As autoridades médicas dos EUA recomendam se possivel adiar planos de maternidade até que a crise epidêmica da Zika melhore ou passe.

Enxaqueca: Mulheres que sofrem de enxaqueca tem enxaqueca-1mais risco coronariano e cardiovascular de acordo com um artigo do British Medical Journal de 2016. Portanto se você tem ou sabe de alguém que tem enxaqueca, saiba que se trata de um risco cardíaco e precisa tratar para prevenir problemas futuros.

Saiba que um novo remédio (transdermal) para a enxaqueca foi reprovado este ano pelo FDA por causa de queimaduras na pele. Chama-se Zecuity, uma Sumatriptan a ser usada na pele. A Sumatriptan em forma de comprimido não tem nada a ver com o Zecuity.

Cólera: O FDA (US Food and Drug Administration) aprovou a primeira vacina nos Estados Unidos para a prevenção de cólera (Vaxchora, PaxVax Bermuda Ltd) causada pelo grupo sérico 01 para adultos de 18 a 64 anos de idade que estão viajando para países onde tem prevalência de cólera. A Organização Mundial da Saúde reconhece este grupo sérico 01 como a principal causa de cólera no mundo.

Trata-se de uma vacina administrada em forma líquida, via oral e numa dose única dez dias antes da viagem. A única outra vacina tem que ser tomada em duas doses. A cólera é causada pela bactéria Vibrio cholera e transmitida consumindo alimentos ou tomando água contaminada. A doença causa diarréa que pode tornar-se bastante séria com vômitos, desidratação e as vezes pode ser fatal. Se fôr acometido da doença, tem que tomar rapidamente antibióticos e soros rehidratantes.

Infarto: O consumo de Omega-3 reduz de 9% o risco de morte por infarto do miocardio (ataque cardíaco), de acordo com uma análise de 50 estudos publicados em junho de 2016 pelo JAMA (Journal of the American Medical Association – Medicina Interna).

Omega-3 neste estudo são derivados de frutos do mar – ácido eicosapentaenoic (EPA), ácido docosapentaenoic (DPA), e ácido docosahexaenoic (DHA) – e de sementes, nozes e plantas – ácido alphalinolenic (ALA).

Os pesquisadores também acharam que o DPA mas não o EPA ou o DHA era associado com um risco significativamente reduzido de doença coronariana.

Memória: Uma substância utilizada há mais de um século e tem sido usada como corante além de tratar de doenças tipo metahemoglobinemia pode aumentar a atividade em certas regiões do cérebro relacionadas a atenção e memória recente como foi demonstrado usando resonância magnética (MRI) dinâmica. Uma única dose de methylene blue aumentou a atividade do cérebro no córtex insular bilateral, no córtex prefrontal assim como nos lobos parietais e ocipital. Isso comparado com placebo. Este corante utilizado em outras doenças não é tóxico e bem seguro. Esperemos que esta indicação para ativar a memória e a atenção possa ser aprovada pelo FDA (Food and Drug Administration) dos EUA para podermos prescrever com segurança.

Gripe: O Advisory Committee on Immunization Practices (ACIP) órgão gripe-2nos EUA que recomenda ou não as vacinas votou no mês de junho para não usar a vacina nasal contra a gripe neste próximo outono e inverno 2016-2017.

Trata-se da vacina de vírus vivo atenuada pois não provou ser eficaz nos anos anteriores.

Continua-se a recomendar a vacina contra a gripe (Flu vaccine) injetável para todos especialmente gestantes, crianças, pessoas acima de 60 anos e todos que tem uma condição clínica como diabetes, hipertensão, asma e outras enfermidades crônicas.

A respeito do vinho tinto: É provado que o Resveratrol (produzido por vinho-tinto-2plantas e encontrado na casca da uva e no vinho tinto) prolonga a vida de organismos não mamíferos e melhora o perfil metabólico de camundongos alimentados com dietas ricas em gorduras.

A concentração de Resveratrol no vinho tinto é de 1,5 a 3mg por litro. Uma pessoa de 70kg de peso precisaria consumir 1000 (mil) litros de vinho tinto por dia para atingir um nível satisfatório de Resveratrol.

O Resveratrol em cápsulas de suplemento não tem controle nem de qualidade nem de miligramas e se desconhecem os efeitos colaterais portanto nestas alturas não são recomendados.