A Eletrobrás informou que a Bolsa de Valores de Nova York (Nyse) confirmou que os American Depositary Share (ADS) voltaram a ser negociados a partir de Outubro de 2016. A Nyse também confirmou que o processo de deslistagem foi cancelado.

Segundo comunicado da estatal do setor elétrico, a volta das negociações ocorre em função do arquivamento dos formulários 20-F referentes a 2014 e 2015, documentos financeiros obrigatórios solicitados pela Comissão de Títulos e Câmbio dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês), órgão regulador do mercado financeiro americano.

A estatal não conseguiu arquivar o 20-F de 2014 porque o auditor externo que verifica os resultados da companhia se negou a assinar o balanço da companhia, depois que investigações da Operação Lava-Jato identificaram supostas irregularidades em projetos de suas subsidiárias.

A companhia pediu prazos adicionais para apresentar o documento, mas não conseguiu concluir as investigações internas independentes a tempo de atender a última extensão de prazo concedida pela Nyse, em maio passado, quando também venceu o prazo para a entrega do 20-F de 2015.

Fonte: Estadão Conteúdo e Jornal Zero Hora