O Parque Memorial Quilombo dos Palmares, localizado na Serra da Barriga, em Alagoas, sediará o primeiro projeto integrado de fomento às atividades turísticas da região. A iniciativa, desenvolvida por meio da Fundação Cultural Palmares (FCP) e pela Universidade Estadual de Alagoas (Uneal), tem como objetivo transformar o local em um núcleo de turismo afro.

Estão incluídas no projeto a cidade de Maceió, União dos Palmares e as comunidades quilombolas alagoanas. Para viabilizar a ação, o presidente da Fundação Palmares, Erivaldo Oliveira, e o vice-reitor da Uneal, Clébio Correia, assinaram um termo de cooperação que definiu as atribuições de cada instituição no projeto.

Entre os planos da Palmares e da Uneal está a criação de um programa de atividades permanentes na Serra da Barriga destinado a receber, por meio de um agendamento sistemático, a visita de todas as escolas públicas do estado.

“O objetivo é que os alunos dessas instituições de ensino vivam um dia de imersão na cultura negra. Serão desenvolvidas ações voltadas para os estudantes e para a formação dos docents”, disse o vice-reitor. A primeira etapa do projeto será concentrada na Serra da Barriga e no Parque Memorial Quilombo dos Palmares.

No projeto, está prevista a criação de uma feira permanente de artesanato, produzido pelas comunidades quilombolas de Alagoas. Atualmente, o Parque Memorial comercializa apenas peças enviadas pela comunidade do Quilombo do Muquém, também na Serra da Barriga.

Fonte: Portal Brasil