Muitos brasileiros quando se mudam para os EUA não sabem que apesar de serem estrangeiros também devem prestar contas de seus ganhos duran-te o ano. O motivo é simples: muitas pessoas acreditam que pelo fato de ainda declararem renda no Brasil, e por não serem cidadãos americanos, não precisam prestar contas ao “Leão” americano. Isso é um grande erro.

Assim como no Brasil, aqui nos EUA também precisamos fazer a declaração, e aqui, isso é algo levado muitíssimo à sério. Tão a sério, que a maioria das pessoas conta com a ajuda de profissionais para realizar todo o processo de declaração, tamanho é o medo de cair na temida “malha fina” ou até mesmo ir para na cadeia. O Internal Revenue Service (IRS) é uma das instituições americanas mais temidas, e chega ao ponto de isentar as pessoas de pagarem imposto de renda, uma vez que essas façam denúncia de algum conhecido que esteja tentando passar o IRS pra trás, sabia?

O período de restituição ocorre entre o janeiro e abril, com algumas exceções, e durante essa época do ano os escritórios de contabilidade funcionam a todo o vapor.

Só vale a pena contratar um profissional para fazer sua declaração, caso seus ganhos sejam elevados, ou você tenha múltiplas coisas a declarar, com muitos formulários diferentes, ou caso você realmente não se sinta seguro fazendo isso sozinho. Do contrário, vale mais a pena usar um serviço de declaração online, pois sai bem mais barato que um contador.

Em muitos sites a cobrança pelo serviço é de apenas US$12,00.

Quando seu empregador retém parte do seu salário para impostos, esses montantes são transferidos para o IRS ao longo do ano. O IRS exige que todos possam fazer pagamentos periódicos ao longo do ano, no entanto, o seu empregador cuida disso para você.

Isso dependerá da situação de cada pessoa, se é funcionário de alguma empresa e teve deduções no pagamento ao longo do ano fiscal ou não, se é trabalhador independente e pagou impostos durante o ano fiscal ou não, se é estudante, se é residente permanente ou não, se recebeu dinheiro através de loteria ou herança, se realizou compra ou venda de carro ou imóvel, se é casado(a) ou solteiro(a), etc. A lista de formulários é bastante extensa.

Quando você prepara sua declaração federal e calcula o valor das deduções, o montante retido pelos empregadores deve ser subtraído da sua fatura fiscal. Depois de fazer este cálculo, você vai saber se deve esperar um reembolso do IRS ou pagar um imposto adicional. Se você apresentar uma declaração de imposto de renda do estado, o mesmo cálculo é feito para pagar seus impostos de renda do estado ou para o município em que você vive.

A seção de informações de identificação do W-2 é um recurso de rastreamento. Se a renda que você relatar em seus impostos não coincide com a informação em seu W-2, o IRS vai querer saber o motivo. Eles irão verificar se seus dados coincidem com os dados da pessoa que pagou aqueles valores relatados na declaração de imposto corporativo de seu empregador para ter certeza de que está tudo “dentro dos conformes”.

Uma vez que o IRS recebe uma cópia de seu W-2, já sabe se você deve declarar ganhos, e pode entrar em contato com você, caso você não faça a declaração. Se o nome ou o número do Seguro Social em seu W-2 é impreciso, você deve informar imediatamente ao seu empregador para que ele corrija.

Para aqueles que são autônomos o formulário usado é diferente, será o 1099-MISC, que você deve receber de cada cliente que lhe pagou pelo menos US$600 durante o ano fiscal.

Por exemplo, se você presta consultoria, você geralmente é contratado por clientes diferentes ao longo do ano. Dessa forma, todo o pagamento que você receber (totalizando pelo menos US$ 600 ao ano) deve ser declarado no formulário 1099-MISC.

Os estudantes estrangeiros aqui não possuem renda, pois não tem autorização do governo americano para exercer atividade remunerada legalmente, já que devem estar aqui apenas com o propósito de estudar. No entanto, mesmo estes estudantes devem enviar um formulário para o IRS declarando que estavam presentes em solo americano no ano fiscal anterior, mas que não tem renda, e, portanto, não pagaram impostos por este motivo. Todo o estudante internacional (com dependentes ou não) deve declarar através do formulário 8843.

Além disso, todo o estudante que paga mensalidade escolar, taxas de matrícula, ou teve outros gastos relacionados à educação, deve receber da instituição de ensino o formulário 1098, para que seja reembolsado por esses gastos. Lembre-se: o prazo final para o envio da declaração de estudantes sem renda vai até Junho, diferente do prazo que as pessoas com renda possuem.

O estudante estrangeiro com renda deverá declarar de acordo com o tipo de emprego que possui. O formulário irá variar de acordo com o tipo de atividade e o quanto você ganha. O importante é verificar seu tipo de emprego e fazer a declaração para não ter problemas no futuro. Caso você não esteja seguro de como declarar ou quais formulários preencher, se informe na própria escola ou faculdade. Praticamente todas as instituições de ensino americanas realizam workshops gratuitamente durante o período de declaração, ajudando seus alunos a prestarem contas de seus ganhos de maneira correta.

Quando terminar sua declaração fiscal uma cópia fica com você e a outra deve ser enviada para o IRS. Você pode fazer isso pelo correio ou pela internet.

O reembolso pode ser via depósito em conta ou através de um cheque que será enviado para o endereço que você declarou no seu para o IRS. Escolha uma das opções na sua a declaração.

Para mais informações sobre imposto de renda nos EUA visite o site www.irs.gov

LORRANE SENGHEISER
Assessora de Promoção e Política Comercial
Fonte: http://brasileiraspelomundo.com