Você saberá que está em Washington quando vir a paisagem selvagem e áspera do Noroeste Pacífico e quando acabar de sair da cidade de Seattle. Há pelo menos um café espresso em todos os quarteirões.

Washington é o único entre os 48 estados que você pode explorar um parque nacional localizado em uma floresta temperada pela manhã, fazer caminhadas nas trilhas de um monumento vulcânico nacional e sentir o odor de “sálvia do deserto” ao anoitecer.

Com um vibrante cenário gastronômico, bairros ecléticos e vistas impressionantes da costa, a cidade de Seattle, em Washington, é um centro urbano dinâmico da região Noroeste Pacífico. A cidade é delimitada pelo Lago Washington a leste e pelo Estuário de Puget a oeste, o que a torna ideal para aproveitar atrações aquáticas e passeios de barco.

O centro de Seattle conta com atrações imperdíveis, como o Pike Place Market e o Museu de Arte de Seattle. O bairro artístico e pouco convencional de Fremont expõe murais e esculturas, jardins enfeitados com formas de dinossauros e uma escultura de um troll sob uma ponte. Já o bairro de Montlake oferece vistas para o Lago Washington e é um convite permanente para curtir a tranquilidade em meio a suas árvores. Capitol Hill, a sudoeste, é o paraíso do entretenimento e da contra-cultura, e isso é só um aperitivo da cidade.

A vista do observatório do topo da Space Needle é incrível. A atração de 185,5 metros de altura, que se tornou um símbolo da cidade, é mundialmente famosa e foi deixada como herança da Expo 62. Moradores locais e visitantes tomam o Pike Place Market, o mais antigo mercado de produtores dos EUA em funcionamento contínuo. Visite esse mercado histórico à beira-mar e conheça seus estandes repletos de queijos artesanais, pães fresquinhos e peixes pescados no dia.

O bairro costeiro de Pioneer Square abrigava as serrarias da cidade até o incêndio de 1889 destruí-las. Na região, é possível fazer passeios que contam um pouco da história da cidade.

Seattle não é uma cidade simplesmente apaixonada por vinhos ou cervejas artesanais. O local é o berço da rede Starbucks. Ainda é possível visitar a primeira unidade da rede ao lado do Pike Place Market, à beira-mar. A cidade é movida a cafeína e há 2,5 cafés para cada mil habitantes, a maior concentração de cafés de todo o país. Entre as marcas encontradas pela cidade estão as redes locais Best e Tully’s, a torrefadora butique Victrola Coffee e a Cloud City Coffee, que serve cafés a apenas US$1.

A beleza natural e as aventuras ao ar livre na cidade e ao redor dela vão impressionar você. Os visitantes podem praticar stand-up paddle, fazer passeios de barco e pescar nas águas mais abundantes do país. Outra atração são os passeios pela costa do Oceano Pacífico na tentativa de avistar as baleias e ver esses gigantes em ação.

Também há três parques nacionais a poucas horas de carro de Seattle: o Parque Nacional North Cascades, com suas 300 geleiras, as florestas com vegetação tropical temperada do Parque Nacional Olympic e a grandiosidade do Parque Nacional do Monte Rainier. Quando um habitante local disser que “a montanha saiu”, pode ter certeza de que será possível ver o topo nevado com 4.392 metros de altitude do Monte Rainier, que fica a 161 quilômetros de distância.

A história da música em Seattle é longa e está muito bem registrada. Na cidade surgiram grandes lendas do setor fonográfico, como Jimi Hendrix e Nirvana, além de nomes mais atuais, como Macklemore. Você pode aproveitar para tentar tocar guitarra no Experience Music Project, um museu interativo dedicado à preservação da cultura pop. Além disso, diversos locais oferecem apresentações de música ao vivo. Em uma noite como outra qualquer, você corre o enorme risco de assistir a shows de grandes promessas da música e de estrelas nacionais e curtir o que há de melhor no cenário progressivo e alternativo.

Com ricos canais costeiros e uma agricultura abundante, o estado contribui para a cena gastronômica em expansão e permite a interação dos visitantes com agricultores, artesãos e chefs especializados em alimentos cultivados e comercializados localmente.

Fonte: visiteosusa.com.br