Estar junto da pessoa amada desfrutando um momento fofo a dois na serra ou em uma praia paradisíaca. Com esses destinos, os casais que gostam de lugares românticos vão ficar ainda mais apaixonados!

Gramado (RS)

A cidade é puro charme com sua arquitetura no estilo europeu, clima frio e muito chocolate. O aconchego da lareira, o sabor do vinho e o colorido das flores fazem do local o destino procurado pelos casais que querem desfrutar momentos íntimos. Além da linda paisagem, os turistas podem passear de pedalinho no Lago Negro, visitar uma mina de pedras preciosas e estar mais perto das tradições gaúchas, no Parque Gaúcho.

Monte Verde (MG)

Situada no Alto da Serra da Mantiqueira, a vila de Monte Verde oferece uma paisagem exuberante, friozinho propício para um jantar romântico e ruas tranquilas para um passeio de mãos dadas. O casal pode visitar o orquidário, a galeria de arte, e passear a cavalo. Muito romance para uma cidade só!

Ilha de Boipeba (BA)

Para os casais que preferem fugir do frio, mas não abrem mão do romantismo, o roteiro escolhido é a Ilha de Boipeba. Com águas cristalinas em tons verde e azul, o local é um verdadeiro paraíso tropical. As piscinas naturais, a diversidade de peixes e as areias branquinhas são um convite para quem gosta de apreciar a natureza com tranquilidade.

Ilha do Mel (PR)

Não vá pensando que o nome “adocicado” vai tirar o gosto de aventura de quem quer conhecer a Ilha do Mel. Para chegar lá, só utilizando barco ou caminhando dentro da Mata Atlântica. Prepare-se para caminhar também na Ilha que não permite o uso de veículos motorizados. A diversidade da vegetação (Mata Atlântica, manguezais, brejos e restingas) vai encantar.

Serra do Roncador (MT)

A Serra do Roncador é formada por chapadões com 800 km de extensão e mais de 100 cachoeiras, vegetação de cerrado, cavernas, grutas, lagos subterrâneos… é tanta opção natural que as expedições no Roncador são feitas de jipe, possibilitando ao casal conhecer essas belezas e praticar esportes radicais, como a tirolesa, escaladas, e rapel.

Monte Roraima (RO)

Localizado entre Brasil, Venezuela e Guiana, o Monte Roraima é destino para aqueles casais que gostam de aventuras radicais intensas. Com dois bilhões de anos e 2.734 metros de altitude, o Monte é uma escultura geológica repleta de formações rochosas, crateras e cristais que inspiraram lendas indígenas. O acesso é difícil e a aventura pode durar até uma semana de caminhada, o que requer planejamento, determinação e um guia turístico.

Pirenópolis (GO)

Fundada em 1727 e tombada como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em 1989, Pirenópolis têm ruas de pedras talhadas e belos casarões do século XVIII. A história está nas construções da cidade. A Igreja da Matriz, por exemplo, foi construída por escravos em 1728.

Laranjeiras (SE)

Laranjeiras foi um grande centro de comercialização de escravos e, ao mesmo tempo, palco da luta pela abolição da escravatura. É na cidade que está o Museu Afro-Brasileiro (o primeiro museu montado especialmente para o estudo e a história do negro na formação do povo brasileiro) e a encenação da batalha entre negros fugidos e índios contratados pelos senhores locais para capturá-los.

São Luís (MA)

Foto: Maur’cio Moreira

Primeiro foram os franceses, depois os holandeses e, posteriormente, os portugueses. Se São Luís atraiu tantos países, imagina se não atrairá os corações apaixonados por história? Fundada em 1612, a cidade tem como marca os azulejos portugueses, casarões, museus e o Centro Histórico de São Luís, com nada mais nada menos que 400 anos de existência.

Fonte: Ministerio do Turismo por Nayara Oliveira