Diante do bom desempenho do setor automotivo nas exportações e da melhora da economia, empresas começam a tirar projetos da gaveta. Apenas neste ano, cinco grandes montadoras anunciaram mais de R$ 10 bilhões em investimentos de ampliação, construção e melhora das linhas de produção. O tamanho da aposta do setor no Brasil, segundo especialistas, evidência o quanto essas companhias acreditam no futuro do País.

Projeções de economistas explicam o motivo dessa aposta no Brasil. As expectativas mostram o País de volta aos trilhos do crescimento. Analistas revisaram para cima a projeção de crescimento da economia brasileira para o próximo ano.

Para 2018, as projeções apontam para um crescimento de 2,38% da economia brasileira. Anteriormente, essa estimativa estava em 2,30%. Os números constam do Boletim Focus, documento semanal elaborado pelo Banco Central com estimativas de cerca de 100 analistas.

Com esse cenário no radar, a Toyota anunciou um aporte de R$ 1 bilhão na unidade de Sorocaba (SP) para a fabricação do Yaris. A produção terá início no segundo semestre de 2018 e deve gerar 500 novos empregos, segundo a empresa.

Mais investimentos

Em março deste ano, a montadora japonesa já havia anunciado R$ 600 milhões para produção de uma nova geração de motores do Corolla, que deixarão de ser importados para serem produzidos na fábrica de Porto Feliz (SP), ampliando a capacidade de produção de 108 mil para 174 mil motores por ano. A expectativa é de que essa expansão gere 250 novos empregos diretos.

Além da Toyota, Volvo, Renault, General Motors (GM) e Volkswagen também anunciaram que vão investir. A GM, por exemplo, dividirá o aporte financeiro entre o Complexo Industrial de Gravataí (RS) e as unidades de São Caetano do Sul (SP) e de Joinville (SC).

Polo

“Continuamos a ter enorme relevância para as exportações brasileiras, com um ritmo de crescimento bastante forte, de 62% no acumulado de 2017”, disse o presidente e diretor-executivo da Volkswagen do Brasil e América do Sul, David Powels. A Volkswagen vai investir R$ 2,6 bilhões na fábrica de Anchieta (SP) para produzir o Novo Polo.

Fonte: Portal Brasil