De florestas às dunas de areia às pradarias aos pântanos do cipreste, Oklahoma tem o terreno mais diverso por metro quadrado do que qualquer outro estado. Também é a sede de 39 nações americanas nativas, a maioria das milhas que podem ser dirigidas da Rota 66 (com algumas das atrações mais bem preservadas na estrada), museus de arte ocidental de primeira e cowboys da vida real, que você pode assistir em ação em leilões duas vezes por semana em currais da Oklahoma City.

Museus, centros patrimoniais e outfitters preservam o espírito de cowboy, enquanto que ranchos e leilões animados permitem que você o viva.

O cowboy é um dos maiores símbolos da cultura do Oeste dos Estados Unidos, tendo surgido há mais de dois séculos. Esse herói folclórico continua vivo em Oklahoma, onde os visitantes podem descobrir como o humilde pastor de gado e trabalhador rural tornou-se essa figura icônica que tomou a cultura pop em livros, poemas, músicas e filmes. E não há lugar melhor para mergulhar nesse fenômeno cultural do Velho Oeste do que o National Cowboy & Western Heritage Museum, em Oklahoma City.

A força dos pioneiros permanece viva em Oklahoma, apelidado de estado dos adiantados depois que milhões de pessoas se dirigiram à região central de Oklahoma, antecipando-se à permissão de reserva de terras. A natureza aventureira desses novos residentes, combinada às culturas e tradições dos povos nativos que ocupavam a área anteriormente, reforça a tradição cowboy que se encontra pelo estado hoje.

Fundado em 1955, o National Cowboy Western & Heritage Museum expõe um acervo curado com esmero e que reúne obras de arte e artefatos do oeste, além de contar com galerias interativas que se concentram no cowboy americano, nos rodeios, na cultura nativa, em armas de fogo da era vitoriana e em apresentações. Essa experiência impressionante começa assim que os visitantes entram no lugar e se deparam com a escultura “End of the Trail”, um monumento de cinco metros que retrata um cowboy exausto montado a cavalo.

A Native American Gallery conta a história das tribos indígenas de Oklahoma por meio de obras de arte, peças artesanais e vestimentas tradicionais. Você encontrará obras sofisticadas, como pinturas, esculturas e artes gráficas que retratam cenas do Velho Oeste na Art of the American West Gallery. Já na Western Performers Gallery, você encontra a magia dos pôsteres dos filmes antigos e vestimentas icônicas, além de itens relacionados ao Faroeste retratado em filmes de Hollywood e na literatura.

Nos pés das Montanhas Ozark, em Oklahoma, fica o Cherokee Heritage Center, de 18 hectares, dedicado a preservar a cultura e os objetos da tribo Cherokee. Caminhe pela Diligwa, que retrata um vilarejo Cherokee em 1710.

Faça um passeio selvagem em um ATV no Little Sahara State Park e mergulhe no lgo Tenkiller ou visite as galerias de arte e restaurantes do centro de Oklahoma City; há muito para fazer dentro como fora em Oklahoma, tornando-se um verdadeiro lugar para todos.

Fonte: www.visiteosusa.com.br