Da mesma forma que visitantes de primeira viagem tendem a ficar atônitos e perplexos frente a costumes locais, o mesmo ocorreu com um empreendedor hoteleiro brasileiro ao se deparar com uma série de regulamentações de empreendimento e construção indecifráveis quando se preparou para iniciar as obras de seu primeiro hotel nos Estados Unidos.

As técnicas de construção podem não mudar muito de um país para outro, mas as preferências locais e nacionais quanto ao projeto, ao tamanho e à localização da construção diferem-se de maneira significativa – e trabalhar com alguém que entenda essas particularidades pode fazer toda a diferença no momento da aprovação dos projetos, explica Damaris Hollingsworth, arquiteta brasileira radicada em Mineápolis, Estados Unidos, e contratada pelo Grupo Atlântico para conduzir o processo de planejamento de construção em Orlando, Estado da Flórida.

Nascida em uma família de trabalhadores de classe média em São Paulo, Damaris estudou na Universidade de São Paulo, USP. Em um programa de intercâmbio em 2006, teve a oportunidade de estudar arquitetura na Arizona State University nos Estados Unidos antes de concluir o curso de arquitetura e urbanismo na USP. Impressionada pela criatividade vibrante do mundo do design americano durante o tempo em que estudou na Arizona State, Damaris prometeu a si mesmo que um dia voltaria para trabalhar como arquiteta nos Estados Unidos.

Ela teve uma chance de fazer isso alguns meses mais tarde, quando se mudou para os Estados Unidos. Conseguiu um emprego no escritório do Arizona da RSP Architects, uma das

Akil Photography

maiores empresas de arquitetura do país. Nessa empresa, ele desenvolveu vários projetos para clientes do segmento do ensino superior. Posteriormente, ela foi transferida para o escritório da RSP em Mineápolis, Estado de Minnesota. Ela também trabalhou para o escritório DJR Architecture e o Grupo DLR em Mineápolis, antes de aceitar uma proposta da THOR Companies para assumir a posição de vice-presidente e arquiteta-chefe da subsidiária THOR Design Plus imobiliários e propriedade minoritária.

A imersão do Grupo Atlântico no mercado americano, após ter se estabelecido com um bem sucedido operador hoteleiro no Brasil, ocorreu logo após a empresa ter contratado os serviços da Damaris, uma arquiteta experiente não apenas em projetos hoteleiros, mas que soube se conduzir com maestria o complicado processo municipal de aprovação de projetos. O fato de Damaris Hollingsworth ser fluente em inglês e português fez dela a pessoa ideal para o trabalho.

De olho na oportunidade de estabelecer um hotel internacional de primeira classe nos Estados Unidos, o Grupo Atlântico investiu, em agosto de 2017, US$ 1,5 milhão na compra de um terreno de 2,3 acres em uma das áreas mais nobres de Orlando, na Flórida. A aquisição foi concluída com um conjunto de projetos arquitetônicos para um hotel de estadia prolongada de 157 quartos, um empreendimento contratado pelo proprietário anterior, que acabou desistindo do projeto. Os executivos do Grupo Atlântico acreditavam que os projetos estavam basicamente na fase final: concluídos e prontos para serem apresentados à prefeitura municipal para aprovação.

Hollingsworth. “O cliente brasileiro que não entende muito, mas que quer conquistar novos mercados nos Estados Unidos, ou em qualquer país estrangeiro, devem priorizar a contratação de pessoas que conheçam bem o negócio local no país”, adiciona. “E se a pessoa conhece também sua própria cultura, como foi o caso de meu relacionamento com o Grupo Atlântico, as coisas ficam ainda melhor.”

Damaris Hollingsworth está sempre pronta para ajudar empresários brasileiros com planos de estabelecer ou expandir negócios nos Estados Unidos.