Perguntaram ao grande matemático árabe Al-Khawarizmi sobre o ser humano e este respondeu:

– Se tiver ética então ele é = 1

– Se também for belo, acrescente 0 e será = 10

– Se também for rico, acrescente mais 0 e será = 100

– Se também for de uma família nobre, acrescente mais 0 e será = 1000

Mas se perder o 1 que corresponde à ética, então perderá todo o seu valor e restarão apenas os zeros.

Vejo que desde os tempos da Globalização, da chegada da Internet – 1995 – os sites, o então famoso Orkut e depois os blogs e as muitas interações virtuais que possuímos – nos aproximou ?

Nos distanciou ?

Nos aproximou distanciando.

Nos distanciou aproximando.

Argh.

Terceiro milênio onde se constata que o ser – dito – humano – torna-se amante de si mesmo.

Que triste. Uma masturbação ególatra. Selfies, Instagramers, bloggers em coma letárgico.

A primeira pessoa do singular nunca foi tão usada como hoje em dia. Eu. Eu. Eu.

Faço. Posso. Quero. Mando. Quero. Pago….

Com tanta informação me sinto pressurizado como um saquinho de chips.

Peço, rezo, oro para que o Todo Poderoso me esvazie de mim mesmo e me preencha Dele.

Da resignação, da resiliência, do altruísmo.

Tenho certeza de que estamos aqui com o propósito de melhorar. Por isto nascemos verdes para ir amadurecendo aos poucos.

É uma obrigação. Senão não tem motivo em estarmos aqui.

Com a revolução da involução, perdemos o valor das pessoas e só se sabe o preço.

Temos de passar adiante o poder da palavra. Frases bem feitas e construídas para tocar e edificar.

Nesta planície rasa temos de revolver a terra e plantar sementes que germine boas ações e sirvam de exemplo para que as novas gerações sejam menos robotizadas, menos superficiais, menos cheias de si.

Coletivamente, em minha solitude, emano good vibes para minimizar as agruras e vicissitudes da vida. Peguemos nossa caixa de lápis de cor e saiamos por aí levando luz e harmonia para fazer jus do porquê estamos aqui.

Conto com vc.

CARLOS HUGUENEY BISNETO
Jornalista, multimídia
www.hblog.com.br