A aproximadamente 188 km da capital do Acre (Rio Branco), e no meio da Estrada do Pacífico, que liga o Brasil ao Oceano Pacífico, Xapuri reserva experiências de interação com a Floresta e com a história de luta do seringueiro e ambientalista Chico Mendes. Marcada por lutas importantes, a cidade surgiu do primeiro povoado acreano e foi palco da revolução que, no início do século XX, resultou na incorporação do território ao Brasil.

Ativista contra a exploração indiscriminada da Floresta e dos seus trabalhadores, principalmente seringueiros, Mendes ficou conhecido em todo o mundo e foi agraciado pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 1987, com o Prêmio Global 500 por seu trabalho em defesa da Amazônia. Foi um dos principais precursores do uso sustentável da Floresta e deixou um legado que contribui, hoje, para a preservação de recursos naturais que sustentam a economia da região.

Para conhecer mais essa história, você pode fazer o Passeio Turístico nos Passos de Chico Mendes, que passa pela Casa de Chico Mendes, tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), pelo Centro de Memória Chico Mendes, com um acervo de fotografias, documentos e objetos da vida dele, além do Centro Histórico e do Museu Xapuri, que possibilitam conhecer a história do Acre, sua emancipação política e sua anexação ao território brasileiro.

O roteiro também pode incluir passeio nas margens do rio Acre, compras de artesanato local na Rua do Comércio e uma visita à Igreja São Sebastião, na praça de mesmo nome, onde acontece anualmente a festa do santo que reúne milhares de fiéis e turistas, movimentando a pequena cidade.

Outro passeio incrível que você pode fazer é pela Reserva Extrativista Chico Mendes. Você irá conhecer os seringais, fazer trilhas na mata e circuito de arvorismo em plena Amazônia, ouvir as histórias dos povos que vivem da extração do látex da seringueira e se hospedar na pousada local, frequentada por turistas do mundo inteiro.

Fonte: www.visitbrasil.com