Nos primeiros 10 dias depois da posse do presidente da República, Jair Bolsonaro, os indicadores importantes, como bolsa e dólar, mostraram uma melhora expressiva, representando o aumento da confiança dos investidores. No caso do mercado de ações brasileiro, houve uma disparada do principal indicador da casa, alta de 6,1% no Ibovespa.

Dados da Bolsa de Valores de São Paulo mostram que o Ibovespa fechou o ano passado em 87.887 pontos. Desde o 1º de janeiro, o índice tem batido recordes seguidos como por exemplo os de 93.658 pontos.

Propostas em produção pelo governo federal, como a reforma da Previdência, geram expectativa positiva entre os investidores. Assim com outras medidas econômicas que vão melhorar as condições fiscais e econômicas do País.

O Ibovespa é um indicador importante por funcionar como um

termômetro para a confiança de investidores. Se a bolsa sobe significa que há expectativas de que o setor produtivo vai gerar mais riquezas e de que o País vai crescer.

Outro termômetro importante é o dólar. De acordo com o Banco Central, a moeda norte-americana fechou cotada a R$ 3,87 na venda em 31 de dezembro. Em janeiro, ela terminou dias sendo vendida a R$ 3,71 – uma queda de 4,13% no período.

Fonte: Governo do Brasil