Para se entender melhor do que se trata, é necessário conhecermos ou relembrarmos a etimologia de cada palavra e como elas juntas são capazes de nos dar uma resposta mais completa possível sobre o assunto.

Bio” tem origem grega que significa vida. Já a palavra “Região” tem origem latina e basicamente significa uma área ou um território que possui características comuns, sejam elas naturais ou decorrentes da ação humana, como uma atividade econômica.

Desta forma, definir-se-á Biorregião como uma área e/ou território no espaço geográfico cujas fronteiras são delimitadas pela natureza ou pelo meio ambiente e não pelo ser humano.

Este conceito faz parte da conhecida filosofia do Biorregionalismo, empregado sobretudo, em estudos de gestão, planejamento e zoneamento ambiental, que procuram respeitar a ética ambiental e promovem a sustentabilidade na forma como se usa essas extensas áreas espalhadas pelo planeta.

Uma biorregião possui vários sistemas naturais ou ecossistemas cujos limites são empregados pela própria natureza, como já mencionado. Assim, elas possuem características próprias que são difíceis entre os pesquisadores de defini-las, pois, as relações ecológicas e o espaço geográfico são termos complexos de se analisar integralmente, mas que em geral define-se pelas características climáticas, os tipos de vegetação, a biodiversidade e genética da fauna e as comunidades ecológicas.

Outra vertente do biorregionalismo ainda busca imergir o ser humano nessas biorregiões, a fim de verificar entre eles as concepções e percepções que a sociedade desenvolve no contato com a natureza, reduzindo os impactos causados pelas diferentes formas de uso e ocupação, sejam elas individuais ou coletivas, assim, leva-se em consideração as manifestações culturais e a história das sociedades.

Fonte: www.portalsaofrancisco.com.br, por Gean Alef Cardoso