O Acidente Vascular Cerebral (AVC) ocorre quando vasos que levam sangue ao cérebro entopem ou se rompem, provocando a paralisia da área cerebral que ficou sem circulação sanguínea. É uma doença que acomete mais os homens e é uma das principais causas de morte, incapacitação e internações.

Quanto mais rápido for o diagnóstico e o tratamento, maiores serão as chances de recuperação.

Existem dois tipos de AVC, que ocorrem por motivos diferentes: AVC hemorrágico e AVC isquêmico.

Os principais sinais de alerta para qualquer tipo de AVC são: fraqueza ou formigamento na face, no braço ou na perna, especialmente em um lado do corpo; confusão mental; alteração da fala ou compreensão; alteração na visão; alteração do equilíbrio, coordenação, tontura ou alteração no andar; dor de cabeça súbita, intensa, sem causa aparente.

Caso qualquer um desses sintomas apareçam, ligue imediatamente para o 911.

O AVC isquêmico ocorre quando há obstrução de uma artéria, impedindo a passagem de oxigênio para células cerebrais, que acabam morrendo. Isso pode acontecer devido a uma trombose ou a uma êmbolia.

O AVC hemorrágico ocorre quando há rompimento de um vaso cerebral, provocando hemorragia. Esta hemorragia pode acontecer dentro do tecido cerebral ou na superfície entre o cérebro e a meninge. Pode causar a morte com mais frequência do que o AVC isquêmico.

Os principais fatores causais das doenças são: hipertensão; diabetes tipo 2; colesterol alto; sobrepeso; obesidade; tabagismo; uso excessivo de álcool; idade avançada; sedentarismo; uso de drogas ilícitas; histórico familiar e ser do sexo masculino.

O AVC hemorrágico tem como causa a pressão alta descontrolada e a ruptura de um aneurisma. No entanto, também pode ser provocado por outros fatores, como: hemofilia ou outros distúrbios de coagulação do

sangue, ferimentos na cabeça ou no pescoço, tratamento com radiação para câncer no pescoço ou cérebro, arritmias cardíacas, doenças ou defeitos cardíacos congênitos, vasculite, infecções proveniente do sífilis, doença de Lyme, tuberculose, insuficiência cardíaca e infarto agudo do miocárdio.

O AVC isquêmico se divide em quatro subgrupos: aterotrombótico, cardioembólico, outra etiologia e criptogênico.

Muitos fatores de risco contribuem para o aparecimento de um AVC e de outras doenças como câncer e diabetes.

Não fumar; não consumir álcool; não fazer uso de drogas ilícitas; manter alimentação saudável; manter o peso ideal; beber bastante água; praticar atividades físicas; manter a pressão e a glicose sob controle é primordial para a prevenção do AVC.

Fonte: www.saude.gov.br