Entre os dias 15 e 18 de janeiro, a fiscalização realizada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Bio-diversidade (ICMBio) resgatou mais de 2 mil caranguejos-uçá. Durante a fiscalização, realizada por quatro analistas ambientais da Reserva Extrativista (Resex) de Acaú-Goiana, localizada entre Paraíba e Pernambuco, as espécies foram soltas no mangue, e os responsáveis fugiram.

O presidente do ICMBio, Homero Cerqueira, informou que o Instituto determinou “tolerância zero” contra os crimes ambientais.

A ação faz parte do período de defeso da espécie, momento de “andada” em que a captura é proibida, já que os animais saem de suas galerias (tocas) e “andam” pelo manguezal para acasalamento.

Fonte: ICMBio