A inteligência artificial (IA) está se tornando uma ferramenta poderosa para rastrear e tratar a Covid-19 nos EUA e no exterior.

Várias instituições dos EUA estão desenvolvendo novas tecnologias de IA ou usando tecnologias preexistentes para monitorar e tratar o novo coronavírus.

O HealthMap (mapa de saúde, em tradução livre), aplicativo de IA gerido pelo Hospital Infantil de Boston, foi lançado em 2006. Foi um dos primeiros mecanismos de rastreamento a detectar o surto de Covid-19 na China.

“Os dados do HealthMap têm sido usados ​​para estudos de pesquisa de casos de doenças infecciosas”, disse Kara Sewalk, do Hospital Infantil de Boston, “e podem até ser usados ​​pelo público em geral para receber informações em tempo real sobre casos de doenças em sua comunidade” ou em locais por onde as pessoas possam passar.

Foto: Phonlamai Photo/shutterstock

O algoritmo do HealthMap coleta dados online sobre casos de doenças infecciosas em todo o mundo a partir de veículos de imprensa e mídias sociais em 15 idiomas. O sistema usa tecnologias de aprendizagem de máquina (ou automática) e processamento de linguagem natural para rastrear surtos, disse Kara.

Antes da pandemia, pesquisadores da Universidade da Califórnia, em San Diego (UCSD), trabalharam por 18 meses visando criar um sistema de IA para detectar pneumonia e lesões pulmonares em pacientes.

Quando os casos de Covid-19 começaram a chegar aos hospitais afiliados à UCSD, os médicos usaram sua tecnologia para ajudar a diagnosticar e rastrear a Covid-19 em mais de 6 mil radiografias de tórax, de acordo com reportagens da mídia.

Um estudo recente feito por pesquisadores* nos EUA e na China descobriu que a IA diagnosticou corretamente a Covid-19 em 68% de uma amostra de pacientes que realizaram exames de tórax normais e foram classificados como negativos para a Covid-19 pelos radiologistas.

Essa inovação nos EUA se dá após “US$ 12 bilhões alocados por agências e departamentos em todo o governo dos EUA com o intuito de beneficiar a resposta global, incluindo o desenvolvimento de vacinas e métodos terapêuticos, esforços de prontidão e assistência humanitária”, disse o secretário de Estado, Michael R. Pompeo, em declaração.

Os esforços para rastrear a Covid-19 usando a IA fazem parte de esforços internacionais mais amplos para compartilhar dados e realizar pesquisas visando a cura da Covid-19.

Fonte: Shareamerica