— Como podem ver, o rosto está desfigurado — disse o legista apontando para o cadáver estirado na mesa de aço.

Durval mantinha a cabeça virada o mais que podia para o outro lado, mas os olhos estavam vidrados no morto.

— O assassino usou um tipo de ácido para que não pudéssemos fazer a identificação da vítima. Ainda não consegui determinar a substância, mas desconfio que foi uma mistura de ácido nítrico e clorídrico concentrados.

— Água Régia — disse Botelho.

— Sim – concordou o legista. – Olha a coloração alaranjada no osso das gengivas perto dos dentes. – Ele abriu a boca do morto.

Durval tentou não olhar, mas olhou. Era horrível. A pele estava toda inchada e translúcida.

— Não dá para identificar pelos dentes? — Perguntou Botelho.

— Nesse caso, não. A polícia não tem praticamente nenhuma pista de quem seria a vítima, então fica difícil selecionar possíveis radiografias prévias.

— Mas esperem! Esperem aí! — Gritou Durval.

— Como sabem que este morto é o mesmo que apareceu na minha cozinha há seis dias? — Durval encheu o peito de ar e, virando-se para Botelho, continuou: — E como você sabia que o morto estava dentro de um caixão de metal naquele rio? E como tirou o caixão de lá?

— Calma, meu velho. O que aconteceu foi que o Rogério…

— Quem diabos é Rogério?
O legista levantou o dedo.
Durval bufou e arregalou os olhos para Botelho querendo que ele continuasse de uma vez. Botelho recomeçou.

— Dias depois que você foi até a minha casa e contou que o cadáver havia desaparecido da sua cozinha, o Rogério me disse que um dos caixões aqui do necrotério havia sumido. Nesse meio tempo descobri que uma equipe de filmagem está produzindo um filme aqui em Santa Maria.

—Eoqueissotemavercomtodo o resto?

— Acontece que o ator principal deles está desaparecido há quase uma semana. O último lugar que filmaram foi naquela ponte que te levei. Foi lá que encontrei o caixão boiando na água e o trouxe para a margem. Sua faca estava dentro do caixão com o cadáver.

— Minha faca?

— Sim, a faca com cabo de madeira entalhada. Por isso te levei lá. Pois achei que você era o assassino e queria confrontar você. Mas logo descobri que estava enganado. Aquela faca não era a sua. Descobri isso quando achei sua faca na minha casa. Você a esqueceu comigo durante a pescaria.

— Eu sei bem disso!

— O tempo todo o verdadeiro assassino tentou esconder qualquer traço de pista que levasse a investigação até ele.

— Mas, ele não contava com isto aqui — interrompeu o legista e apontou para a perna do cadáver.

Durval imaginou que se trataria de uma tatuagem ou algo assim, mas, com exceção de estar inchada e com aquela aparência translúcida de gelatina, a perna do morto não parecia ter nada de anormal.

Durval olhou para o legista esperando uma explicação. O homem esboçou um leve sorriso e, com o nó dos dedos, deu três batidas na perna do defunto. Um som firme e metálico encheu o ar.

Episodio XXIV continua na próxima edição.

JOSÉ GASPAR
Cineasta e escritor
jagramos@gmail.com

SHARE
Previous article(Português) Série de seminários “Brasil Brown Bag”
Next article(Português) Titânio (Episódio XXIV)
JOSÉ GASPAR
- José Gaspar é trader e investidor no mercado financeiro, professor de investimentos, escritor e colecionador de palavras estranhas. Estudou Escrita Criativa e Storytelling em Nova York e Física na USP, onde foi pesquisador pelo CNPq no Laboratório de Inteligência Artificial da Escola Politécnica e no Instituto de Física. Escreve para vários veículos de comunicação e possui mais de uma centena de artigos e contos publicados. Ministrou cursos e palestras por todo o Brasil sobre o mercado de ações e futuros. Escreve artigos no site josegaspartrader.com e contos no blog José Gaspar is a trader and investor in the financial market, investment professor, writer and collector of strange words. He studied Creative Writing and Storytelling in New York and Physics at USP, where he was a researcher at CNPq at the Artificial Intelligence Laboratory of the Polytechnic School and at the Physics Institute. He writes for various media outlets and has more than a hundred articles and short stories published. He gave courses and lectures all over Brazil on the stock and futures market. Write articles on the site josegaspartrader.com and stories on the blog historiasdooutromundo.com. E-mail: jagramos@gmail.com