A marca Beleza Natural inaugurou, setembro do ano passado, sua primeira loja no exterior, no coração do Harlem, em Nova Iorque.

A abertura dessa unidade, que tem capacidade de atender 400 clientes por dia, foi parte da comemoração dos 25 anos da companhia.

Segundo a responsável pelo marketing da empresa Marcia Silveira o objetivo em 2019 é que a unidade em NY atinja o número de 190 mil clientes por mês.

Foram dois anos de planejamento e pesquisa até a inauguração ontem, conta a CEO Leila Velez.

“Contratamos uma empresa americana para fazer pesquisa e entrevista com consumidores, rotinas de cuidados das mulheres americanas e desde da análise da aceitação do nome da marca até das cores da loja.”

No entanto, Leila alerta que é indispensável que os donos da empresa façam uma pesquisa e levantamento pessoal como visitar o bairro, entrar em contato com locais e com empresas estrangeiras que passaram pelo mesmo processo.

Sobre a comparação entre abrir uma empresa no EUA e no Brasil, Leila afirma que o incentivo para o empresário na terra do Tio Sam sem dúvida é muito maior, porém as regras são diferentes, então é fundamental entender a cultura e aprender a língua.

A marca que nasceu no bairro da Tijuca, Rio de Janeiro, criada por Zica Assis, que na época trabalhava em cada de família e sofria preconceito por ter cabelo crespo. O que acabou dando incentivo a Zica fazer experimentos para cuidar e hidratar cabelos encaracolados e crespos.

Hoje, além da unidade em Nova Iorque, a marca possui 45 unidades de negócios espalhados pelos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo, Bahia e Minas Gerais.

VIVIANE FAVER
Jornalista
vfaver@gmail.com

SHARE
Previous articleDescubra o melhor do turismo em Utah
Next articleConheça as Principais Raças de Bovinos do Brasil
VIVIANE FAVER
- Jornalista radicada em NYC. Estagiou e trabalhou no Jornal do Commercio por 10 anos na editoria de economia. Mudou-se para NY em 2014, onde começou a colaborar para o jornal The Brasilians, o Extra, O Dia, CNN Style (Londres), New York Beacon, entre outros. Também trabalha com documentários, o mais recente foi o 'Queen of Lapa', que ganhou o prêmio no festival LGBT, NewFest, em NYC, em 2019. - Brazilian journalist based in NYC. Started out as an intern, then worked at Jornal do Commercio in Brazil, where she spent 10 years writing for the economic editorial. She moved to NY in 2014, and started collaborating for The Brasilians, Extra, O Dia, CNN Style (London), New York Beacon, among others. Also working with documentaries, the most recent was the 'Queen of Lapa', which won the award at the LGBT festival, NewFest, in NYC, in 2019.