Cacilda Becker foi uma atriz brasileira. Ela era considerada uma das personalidades mais importantes da classe teatral brasileira e líder da categoria na primeira fase do Regime Militar de 1964.

Cacilda Becker (1921-1969) nasce em Pirassununga, São Paulo, no dia 6 de abril de 1921. Filha de Edmondo Yáconis e Alzira Becker, imigrantes italianos. Quando tinha seis anos de idade, seus pais se separaram e Cacilda e suas irmãs foram criadas apenas pela mãe, na cidade de Santos.

Em 1940, inicia sua carreira no Tea-tro do Estudante do Brasil. Em 1948, ingressa no Teatro Brasileiro de Comédia (TBC), ao ser contratada para a peça “Mulher do Próximo”, de Abílio Pereira de Almeida. Em pouco tempo se torna a primeira atriz da companhia. Entre os principais trabalhos dessa fase estão “Seis Personagens à Procura de um Autor”, de Luigi Pirandello, e “Antígona”, de Sófocles.

No cinema trabalha em “A Luz dos Meus Olhos”, em 1947, e “Floradas na Serra”, em 1954. Em 1958, funda sua própria companhia, ao lado dos atores Walmor Chagas, seu marido, e Ziembinski. Encena peças como “Longa Jornada Noite Adentro”, de Eugene O’Neill, e “A Visita da Velha Senhora”, de Durrenmatt.

Em 1968, presidiu a Comissão Estadual de Teatro, em São Paulo. Em 6 de maio de 1969, durante a apresentação de “Esperando Godot”, de Samuel Beckett, onde contracenava com Walmor Chagas, sofreu um derrame cerebral, sendo levada para o hospital, permanecendo em coma, faleceu 38 dias depois. Cacilda Becker Yáconis, faleceu em São Paulo, no dia 14 de junho de 1969.

Fonte: www.ebiografia.com, por Dilva Frazão