Esta semana, Nova Iorque é o placo do evento mundial, The Climate Week NYC, que em parceria com a entidade de turismo da cidade NYC & Company irá oferecer atividades sustentável para os turistas.

Na cerimonia de abertura, realizada hoje, Times Center, na Times Square, em Manhattan, estivam presentes a CEO do grupo The Climate Group, Helen Clarkson, o presidente da Costa Rica, Alvarado Quesada, o governador da Espanha, Pedro Sanchez, primeiro ministro da Dinamarca, Mette Frederiksen, o governador da California,  Gavin Newsom, entre funcionários do governo e investidores de todo o mundo.

Em entrevista exclusiva com a CEO, Helen Clarkson, ressalta que essa edição é a maior de todas por ter imprensa do mundo inteiro voltada para os desastres naturais estão ocorrendo no mundo, além dos paralelos com o mesmo foco.

A  programação de 2019 contará com mais de 150 eventos, aproximadamente 10 mil  especialistas em política, negócios e sustentabilidade – de mais de 40 países – devem participar desses eventos, incluindo painéis de discussão, concertos, exposições e seminários, nos cinco distritos de Nova York.

Segundo o CEO da da NYC & Company, Fred Dixon, a Climate Week NYC é uma plataforma  para envolver a comunidade global, nova-iorquinos e visitantes, sobre como proteger melhor o meio ambiente.

“Agora, mais do que nunca, viajar com responsabilidade é crucial para o nosso futuro, e temos o prazer de fazer parceria com o The Climate Group em um novo programa de viagens e lazer sustentáveis para ajudar a liderar essa conversa global”.

Segundo o diretor do Gabinete de Sustentabilidade do prefeito de Nova York a Climate Week NYC é um momento de impacto único para mostrar o progresso local, incentivando e acelerando mudanças em escala global.

“O setor de viagens e lazer tem um grande papel a desempenhar no apoio à ação climática, e é por isso que estamos entusiasmados em apresentar o programa Viagem e Lazer Sustentável este ano para a Climate Week NYC em parceria com a NYC & Company”, disse Helen Clarkson, CEO , The Climate Group.

Ela acrescenta dizendo que a liderança da NYC & Company nessa questão encorajará o setor a explorar como empresas e consumidores podem fazer o que amam – viajar – de uma maneira mais sustentável, local e globalmente.

Continuando com foco de promover uma agricultura sustentável, a noite foi realizado o Equator Prize, nas Nações Unidas, que tem como objetivo reconhecer e promover soluções locais de desenvolvimento sustentável para pessoas, natureza e comunidades resilientes.

Os índios da aldeia de Roraima, Kisêdjê, foram premiados duas vezes, devido a iniciativa criada pelo conselho indigna de Roraima e do Centro Cultural Raposa do Sol que oferece treinamento para os índios de como preservar sementes tradicionais,, efetuar uma agricultura sustentável e incentivar atividades que fortalecem o vinculo entre a natureza e a sociedade.

VIVIANE FAVER
Jornalista
vfaver@gmail.com

SHARE
Previous article(English) The Power of Nature is Captured in Iguazú Falls
Next article(English) The Scarf Lock: A Revolutionary Way to Wear Your Scarves Just Launched on Kickstarter
VIVIANE FAVER
- Jornalista radicada em NYC. Estagiou e trabalhou no Jornal do Commercio por 10 anos na editoria de economia. Mudou-se para NY em 2014, onde começou a colaborar para o jornal The Brasilians, o Extra, O Dia, CNN Style (Londres), New York Beacon, entre outros. Também trabalha com documentários, o mais recente foi o 'Queen of Lapa', que ganhou o prêmio no festival LGBT, NewFest, em NYC, em 2019. - Brazilian journalist based in NYC. Started out as an intern, then worked at Jornal do Commercio in Brazil, where she spent 10 years writing for the economic editorial. She moved to NY in 2014, and started collaborating for The Brasilians, Extra, O Dia, CNN Style (London), New York Beacon, among others. Also working with documentaries, the most recent was the 'Queen of Lapa', which won the award at the LGBT festival, NewFest, in NYC, in 2019.