Movidos pela vontade de falar sobre o negro, em outra perspectiva, longe de esteriótipos, artistas filmam o longa-metragem “Pecado Vermelho”. O filme que fala sobre o romance de uma entidade a ‘pombagira cigana’ por um homem foi filmado em Paulínia (SP) e na capital carioca. O projeto reuniu uma equipe de diversos lugares do Brasil e foi possível devido ao esforço coletivo dos integrantes. Em entrevista na rádio pop vamos saber mais sobre esse projeto que está na fase de edição. A narrativa suscita temas como homossexualidade, preconceitos e violência infantil, tão comum nos anos 80, como no mundo atual.

A história de João Pedro (Pedro Pauleey) nos leva a pensar em nossos medos e inseguranças e, acima de tudo, nos ensina a palavra respeito. Respeito ao próximo, as crenças alheias e a própria vida.

A história começa numa estação migratória da Cidade do México onde recebe a visita do bondoso Sr. Dompson (Isaac Bardavid) e no morro Do Além, no interior de Minas Gerais. João Pedro está preso a dois mundos, um comandado por uma misteriosa cigana e outro pelas memórias do passado dele, na prisão do México. Todo seu passado passa por algumas horas de narração na primeira pessoa.

Uma história surpreendente, narrada pela Cigana (Carol Hubner), em que o público se prende entre o passado e o presente de Pedro.

O mineiro João Pedro jamais poderia imaginar que a sua infância turbulenta e seu amor por Marinete (Jana Torres) viesse a transformá-lo num aventureiro e o levasse a se atirar de corpo e alma na busca por um grande amor. Sem nada, coloca os pés na estrada e vai desbravar o mundo, sem imaginar que o perigo rondava seu destino. Sonhava com fronteiras abertas, livres, mas encontrou a delinqüên-cia habitual nessa costumeira travessia para os Estados Unidos.

Não distante de uma realidade, a vida de João Pedro poderia ser a de qualquer brasileiro. O autor soube como amarrar as conturbações de seu percurso. Como a vida de muitos brasileiros. João Pedro, apesar de seu aspecto ímpar demonstra que, acima de tudo, tem um imenso respeito pelo próximo.

O filme conta com um elenco estelar encabeçado por Isaac Bardavid, Pedro Pauleey, Hugo Gross, Christianne OLiveira e Carol Hubner. Direção de Bellamir Freire.